Carregando...

Planejamento e gestão da área comercial

  • Implantação de planejamento financeiro/numérico – vendas e compras.
  • Implantação de planejamento de sortimento – quantas linhas, quantos modelos por linha, quais as faixas de preço.
  • O planejamento é realizado em níveis de linhas e sub-linhas de produtos, com totalização por departamento e empresa.

 Com este produto a empresa ficará apta a discutir e definir:

- estratégias comerciais para o ano seguinte
- para cada linha de produto, a profundidade (número de cores e de tamanhos) e a variedade (número de modelos).

- Quantidades de venda, preços médios de venda, verba de remarcação. Margens desejadas antes e após as remarcações e giro/cobertura dos estoques

 

Gestão dia a dia

  • Implantação de relatórios de gestão (poucos e bons).
  • Implantação da ferramenta OTB-Open To Buy.
  • Quando comprar, quanto comprar, o que comprar, quando e quanto remarcar – semanalmente.
  • Os números de gestão tem sua visualização por linha, sub-linha, departamento e empresa.

Com este produto a empresa ficará apta a discutir e definir:

- Quantidades e verbas a serem compradas por linha a cada semana
- Remarcações que serão efetuadas por linha/loja a cada semana
- Postergações de pedidos em carteira
- Cancelamentos de pedidos em carteira
- Impactos das compras novas e remarcações na margem final de cada linha e da empresa

 

Distribuição

  • Identificação de perfis de clientes/consumo por loja-grupo de produtos
  • Alocação inicial
  • Reposição


Estes estudos possibilitam, entre outros:

-   Enviar os produtos mais corretos
-  Nas cores, tamanhos e quantidades mais acertadas
-  De acordo com o perfil (gosto, desejo, intenção de compra) de cada loja/linha/sub-linha de produtos.
-  Tenta-se assim, agradar ao cliente, oferecendo-lhe o que ele deseja, em detrimento do que a equipe comercial ou o gestor da loja “ acham”.
- O nível de serviço e, consequentemente, a satisfação do cliente aumentam, causando menor perda de vendas por ruptura de estoques, seja pela inadequação de modelos, cores ou falta de numeração.

 

Benefícios após implantações:

Sortimento mais focado em seus clientes

- incremento de faturamento (nominal, por funcionário e por m2), nível de serviço = produtividade & lucratividade maiores

- diminuição das remarcações, redução das sobras e das transferências entre lojas = custos operacionais menores, margens finais maiores

- compras melhores, menos capital investido em estoque, cobertura/giro de estoques otimizada = maior retorno de investimento e mais recursos no caixa da empresa

       Isto se dá, basicamente por:

  • Número adequado de produtos por loja
  • Número e qualidade adequada de fornecedores
  • Perfis de tamanho, cor e faixas de preço coerentes com público e cada loja
  • Planejamento e gestão semanais

Apoiados em ferramentas e metodologias não complexas de gestão.
A metodologia, que se chama, RIM (Retail Inventory Method), é bastante utilizada pelo varejo americano e se adequa perfeitamente ao varejo ligado à moda, life style.
Sua introdução no Brasil se deu através da C&A, e é um dos fatores de sucesso entre os varejistas que a adotaram.